Anitta se manifestou em seu Twitter sobre o caso de racismo envolvendo a Ludmilla, e rebateu comentários maldosos de um jornalista.

Posteriormente, Ludmilla e Anitta estiveram envolvidas em uma confusão com a canção “Onda Diferente”, que passou por uma alteração em sua ficha técnica, retirando o nome da Anitta como co-autora da letra.



Logo após, Ludmilla subiu ao palco do Prêmio Multishow que aconteceu na última terça-feira, para receber um troféu pelo hit, mas sem a companhia da Anitta.

Leia Mais: Ludmilla rompe com Anitta definitivamente

Porém ao subir ao palco a funkeira foi recebia por vaias, assim como gritos racistas chamada de “macaca”.

Leia Mais: Ludmilla sofre racismo no Prêmio Multishow

Anitta sai em defesa de Ludmilla

Porém mesmo afastada da artista, inesperadamente Anitta se pronunciou em seu Twitter com o intuito de defender a artista.

“Inaceitável que alguém possa se achar no direito de chamar um negro de macaco ou tentar reduzi-lo como um ser humano inferior. Melhorem. Isso é crime e absolutamente abominável.”

Jornalista sugeriu que Anitta “tomasse um remedinho e dormisse eternamente”

Logo após a polêmica, Felipeh Campos, durante edição de A Tarde é Sua da última quinta-feira (31), deu uma declaração com o intuito de falar sobre o caso de Ludmilla no evento.

De acordo com o jornalista, tudo o que aconteceu no prêmio Multishow, no caso as vaias e os xingamentos contra Ludmilla, foram pensados por Anitta.

“Essas histórias orquestradas, onde se colocam pessoas para atingir outras. Parece que não, mas quando um artista tem um peso como tem a ‘tal garota’ [Anitta], ela está imprimindo guerra. Ela não pediu paz, ela precisava de paz, tomar um remedinho aí e dormir eternamente”, desejou o apresentador, insinuando que Anitta poderia morrer.

Ele foi interrompido por Sônia Abrão, que disse: “o, o, o, não exagera”.

Veja o vídeo:

A  cantora rebateu o comentário nas redes sociais

Depois que o jornalista fez a declaração, seu comentário foi visto como incitação pela morte da cantora.

“Inacreditável uma pessoa receber visibilidade pública em TV aberta para dizer que alguém deveria tomar um remédio e dormir para sempre. As pessoas precisam urgente de senso e de responsabilidade”, escreveu ela em sua conta no Twitter.

Posteriormente, em um novo vídeo no Instagram, o jornalista se explicou

“Eu acho engraçado isso, a pessoa promove um ataque contra a Ludmilla, faz toda uma legião vaiar a Ludmilla e o que eu disse foi o seguinte: que ela deveria tomar um remedinho, mas para acalmar os ânimos, porque é excessivo, chega a ser patológica essa coisa dela querer se aparecer a todo custo e usando até mesmo a fragilidade dos outros porque pouco importa o que ela vai causar”.

O jornalista não apenas reforçou sua antipatia pela cantora como também disse que não acha que Anitta tenha caráter.

“Não acho que ela tenha caráter, essa é a minha opinião e ninguém vai mudar contra isso. A questão de estar incitando a morte, eu não disse isso, disse que ela deveria tomar um remedinho para acalmar os ânimos, ficar mais tranquila e sumir. Para mim ela não faz falta alguma, não gosto dela, não gosto das músicas. Gosto da Iza sim, gosto da Ludmilla sim, não gosto da ‘Malandra’ [se referindo à Anitta] porque não acho que ela tenha algo a favor. Isso tudo só prova que ela arma situações”.

Por Julia Moura

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário