Hastags foram levantadas e houve pedidos de justiça

Decerto, muitos artistas estão se posicionando pela morte de George Floyd, um homem negro de 46 anos que morreu asfixiado por um policial nos Estados Unidos. Inegavelmente, o caso revoltou diversas pessoas ao redor do mundo e protestos e críticas ao ocorrido não param de acontecer. Madonna, Ariana Grande, Justin Bieber, Miley Cyrus e Taylor Swift foram algumas das celebridades que expuseram suas opiniões nas redes sociais .



Justin Bieber recorreu ao Instagram a fim de se manifestar contra a ação do policial Derek Chauvin, responsável por marcar George Floyd. No post Justin compartilhou o vídeo que viralizou, mostrando a tortura que o homem negro passou.

“ISTO DEVE PARAR. Isso me deixa triste. O racismo é mau. Precisamos usar nossa voz! Por favor, pessoal. Sinto muito GEORGE FLOYD”, escreveu Justin na legenda da publicação.

O caso repercurtiu muito nas redes sociais(Foto: Reprodução:O Tempo/Capricho/TMJ)


Outra artista que também publicou o vídeo do ocorrido no Instagram foi Madonna. “Com o joelho no pescoço, algemado e desamparado, (presenciar uma pessoa) chorando pela sua vida com o rosto no asfalto é a coisa mais doentia e dolorosa que já vi em muito tempo. Esse oficial sabia que estava sendo filmado e o assassinou com arrogância e orgulho. Isso tem que parar!”, iniciou a cantora.

Em seguida, Madonna se mostrou contra o porte de armas. “Até que possamos superar o racismo na América ninguém deve ser portador de uma arma. Acima de tudo, policiais. Deus te abençoe George Floyd. Sinto muita por você e sua família. e por todos os assassinatos sem sentido que aconteceram antes do seu”.

Já a cantora Miley Cyrus compartilhou em seu Story uma arte retratando George Floyd com a frase “Justiça para George”. Além disso, ela pediu para que os fãs ligassem para o governador de Minnesota pedindo justiça.

Ariana Grande, Niall Horan e Dua Lipa também mostraram indignação

Os artistas se manifestaram pelas redes sociais(Foto:Reprodução/UOL/FebreTeen/Hugo Comte)


A cantora Ariana Grande também recorreu ao Story para se manifestar. Ela postou um fundo preto, representando luto, com a hastag “Vidas negras importam”. Ela também escreveu: “A justiça não diz respeito à prisão de oficiais em específico, é sobre desmantelar os sistemas que fazem coisas assim possíveis”.

Já Dua Lipa compartilhou algumas imagens com um texto. “Quantas vidas mais temos a perder?” Não toleraremos mais gerações de negros americanos e pessoas de cor crescendo com medo daqueles que, portanto, deveriam protegê-los”, iniciou.

“Quando um policial desarmado e algemado é assassinado pela polícia em plena luz do dia enquanto implora por sua vida, os que estão no poder devem saber que nossa indignação não tem limites. Exigimos justiça”, continuou.

Por fim, Dua Lipa pediu pra que as pessoas assinassem uma petição. “Existem muitas maneiras de fazer sua voz ser ouvida. Assine a petição, ligue, converse com sua família, amigos e filhos. Se você é proprietário de uma empresa, faça uma declaração pública de suporte aos seus clientes, amigos e colegas negros. Nós podemos mudar. Portanto, temos que iniciar a conversa em nossos próprios círculos . É nojento. Deve parar”.

Ademais, o ex-participante da banda One Direction, Niall Horan, repudiou o racismo através de um post no Twitter. “O racismo é galopante há centenas de anos, é que neste século as pessoas têm telefones com câmera para filmar. É absolutamente nojento que você seja maltratado por causa da cor da sua pele. Você pensaria que aqueles que estão lá para nos proteger”.

Artistas criticaram o posicionamento de Donald Trump sobre o caso e pediram justiça

Lady Gaga e Lizzo crtiticaram a polícia de Minneapolis(Foto:Reprodução Wikipedia/UOL/Evan Agostini)


Certamente, a morte de George Floyd é o motivo por trás de diversos protestos na cidade de Minneapolis, no estado de Minnesota. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não gostou nada da atitude tomada pelos moradores e os chamou de “bandidos”. Além disso, Trump disse que convocaria a Guarda Americana para “fazer o trabalho certo”. Posteriormente, o Twitter deletou o post do presidente, afirmando que há um discurso de ódio por trás.

Leia mais: Beyoncé manifesta-se sobre o assassinato de George Floyd

Decerto, os artistas não gostaram da fala de Donald Trump e foram até as redes sociais mostrar indignação. A cantora Taylor Swift escreveu em seu Twitter. “Depois de alimentar o fogo da supremacia branca e do racismo em toda a sua presidência, você tem a coragem de fingir superioridade moral antes de ameaçar a violência?”. Logo após, Taylor citou uma frase dita pelo presidente e que ele não será reeleito. “‘Quando o saque começa, o tiroteio começa’??? Vamos votar em novembro”.

Billie Eilish também se juntou à Taylor Swift e se pronunciou contra o discurso do presidente dos EUA. Em seu Twitter Billie escreveu. “Você está falando sério, porr@????”. Em seguida ela disse. “Coma um p@u enorme e aproveite”.

Entretanto, Lady Gaga pegou mais leve e pediu em uma publicação que as leis também fossem aplicadas aos policiais. “Meu coração se parte por George Floyd, sua família e pelas pessoas em Minneapolis. Assassinato é assassinato. Os policiais também são cidadãos, as mesmas regras devem ser aplicadas a eles”.

Já a cantora Lizzo afirmou em seu Story: “Temos um sistema policial extremamente, inerentemente racista e corrupto”.

Por: Adelmo Júnior

Imagem destacada. (Reprodução: Capricho//InstagramApple Music/Evan Agostini).

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário