De acordo com a atriz, o filme não passou a mensagem das empregadas domésticas

Em entrevista ao The New York Times, a atriz Viola Davis revelou que se arrepende de ter atuado no filme ‘Histórias Cruzadas’ (2011), que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz.



O jornal questionou a Viola se ela se arrependia de ter feito algum papel e Viola surpreendeu ao responder que ‘Histórias Cruzadas’ estava na sua lista de arrependimentos. “Eu senti que no fim, as vozes das empregadas domésticas não foram ouvidas”, explicou Viola.

Viola Davis (Reprodução/Instagram)


No longa, a atriz viveu a protagonista Aibileen Clark, uma emprega doméstica que deixou sua vida de lado para trabalhar com uma família da elite branca, e conta detalhes desta realidade em uma entrevista à Skeeter (Emma Stone), uma garota decidida a se tornar escritora.

“Eu conheço Aibileen. Eu conheço Minny [vivida por Octavia Spencer]. Elas são minhas avós. Elas são minha mãe. Sei que se você faz um filme em que toda premissa é: quero sentir como é trabalhar para pessoas brancas e ter filhos em 1963, é importante ouvir como as pessoas realmente se sentem sobre isso. Eu nunca ouvi isso durante a produção do filme”, afirmou.

Viola Davis em ‘Histórias Cruzadas’ (Foto: Reprodução/Dreamworks Pictures)


Ainda assim, a atuação de Viola rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz, já o longa foi indicado como Melhor Filme. E apesar deste arrependimento, Viola afirma ter apreciado a experiência e elogiou a equipe. “Eu tive uma experiência incrível com esses outros atores, que são seres humanos extraordinários. E eu não poderia receber uma colaboração melhor que a do diretor Tate Taylor”.

(Por Fernanda Uema)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário