Chris Martin, vocalista do Coldplay afirmou que sentia medo de ser gay

Vocalista da banda Coldplay, Chris Martin, de 42 anos, revelou em entrevista á revista Rolling Stone que questionou sua sexualidade ao estudar em um internato apenas para meninos quando era mais jovem. O cantor contou que seus colegas faziam ofensas homofóbicas contra ele.



Reprodução/ Internet


“Eu também fui muito homofóbico, porque pensava: ‘Se eu for gay, estou completamente f*dido para a eternidade’. Eu era uma criança descobrindo a sexualidade e fiquei aterrorizado. Estava em um colégio interno com outras crianças mais duras que me diziam: ‘Você é definitivamente gay’, de maneira agressiva. ‘Eu não sei se sou e se sou não posso ser porque está errado'”, revelou o cantor.

A religião era um ponto importante para Chris Martin,  porém aos poucos o vocalista começou a perceber que não havia problemas em ser gay. O cantor acabou se afastando da religião.

Quando Chris fez 15 anos, ele já não se importava mais. “Não sei o que aconteceu. Mas eu estava tipo: ‘E daí se eu for gay?’. Só de crescer um pouquinho e de ter mais exposição para o mundo [mudou meu pensamento]”, explicou o cantor.

Chris Martin foi casado com a atriz norte-americana Gwyneth Paltrow, com quem tem dois filhos: Apple e Moses. Os dois se divorciaram em 2016.

Reprodução/ Internet


Recentemente o Coldplay lançou o disco de estúdio  “Everyday Life”, que está fazendo muito sucesso principalmente entre fãs e críticos.

Leia também: https://lorenabueri.r7.com/representante-de-dakota-johnson-nega-gravidez/

Feito por Jordana Gusso

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário