O clipe da canção foi gravado no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro e o registro abre com um áudio de uma pessoa próxima a Emicida que tentou o suicídio

Novidade quente para os fãs nesta terça-feira (25), depois de lançar Eminência Parda, Emicida divulgou (finalmente)  seu novo trabalho, ao lado de Pabllo Vittar e Majur na canção AmarElo, que dá nome ao projeto do rapper.



“No primeiro passo desse processo, a nossa intenção era que as pessoas se sentissem grandes ao olharem no espelho. Agora, a ideia é que elas observem ao redor e se enxerguem maiores do que os seus problemas, independente de quais sejam”, justifica Emicida.

O papel das cantoras é dar voz ao poema Permita que Eu Fale, feito pelo próprio Emicida, e a um trecho de Sujeito de Sorte, de Belchior: “As duas trazem, em suas vivências e em suas obras, histórias bonitas a respeito de acreditar em si e de lutar contra o mundo para ser quem são”.

O clipe foi gravado no Complexo do Alemão, localizado no Rio de Janeiro e o registro abre com um áudio de uma pessoa próxima a Emicida que tentou o suicídio.  “A música é cheia de mensagens importantes, atuais e que retratam a diversidade, a luta e a força que vivemos todos os dias. O valor social que ‘AmarElo’ carrega é enorme e vai promover reflexões que precisam, cada vez mais, ser levantadas”, explica Pabllo.

Leia mais: Emicida se une com Pabllo Vittar e Majur para gravação de novo single


(Por Gabriela Bulhões)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário