Rumores de que a Rainha estava infectada circularam na internet nos últimos dias e preocupou os ingleses

Rainha Elizabeth durante cerimônia de abertura do Parlamento no Palácio de Westminster, em Londres (Paul Edwards/Pool via REUTERS)


Decerto, há boatos de que a Rainha Elizabeth II (93), estaria infectada pelo novo coronavírus (Covid-19) surgiram na última semana. Isso se dá pelo fato de que foi divulgado que o seu filho, príncipe Charles, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson estão com o COVID-19.



Em vista disso, para encerrar as especulações, o Palácio de Buckingham divulgou um comunicado informando a real situação da saúde da majestade.

Entretanto, a informação divulgada contrariou os rumores. Afirma-se que “sua Majestade continua em boa saúde. A Rainha viu o Primeiro-Ministro pela última vez no dia 11 de março. Ela está seguindo todos os conselhos apropriados em relação ao seu bem-estar”.

Enfim, a Rainha Elizabeth II entrou em contato novamente com o primeiro-ministro no dia 18 de março, portanto, dessa vez, por telefone. Já o último contato que teve com o príncipe Charles foi no dia 12 deste mês. Estavam numa cerimônia de posse para prêmios públicos no palácio. Uma fonte real contou à CNN que o príncipe foi infectado dias após este encontro.

Leia mais: Ana Furtado tranquiliza fãs sobre sua saúde

A Rainha se encontra isolada junto ao príncipe Philip

Logo após, desde o dia 19 de março, a Rainha Elizabeth II está no castelo Windson. Permanece ao lado do seu marido, o príncipe Philip. Provavelmente permaneçam lá até a Páscoa.

Todavia, mais digno de nota, em um comunicado, ela falou que sabe das incertezas das famílias sobre a crise. Ela afirma que está recebendo orientações de como agir nesta situação. A saber, “enquanto Philip e eu chegamos a Windsor hoje, nós sabemos que muitas famílias ao redor do Reino Unido e do mundo estão entrando num período de muita preocupação e incerteza”, citou a Rainha.

Conforme o comunicado da Rainha, “nós estamos todos sendo aconselhados a mudar nossas rotinas normais”, afirma, e continua. “Mudando também padrões regulares de vida para o bem maior das comunidades em que vivemos e, em particular, para proteger os mais vulneráveis dentro delas,” completou.

Rainha Elizabeth adia festa de aniversário devido ao COVID-19

Rainha Elizabeth (Foto: Getty Images)


Contudo, o coronavírus impactou na realização de diversos eventos e um deles foi a maior festa da Inglaterra, a Tropping The Colours. A celebração seria realizada no dia 13 de junho, mas foi cancelada pela Família Real, segundo informações divulgadas pela revista People.

A saber, é nesta festa que a Rainha Elizabeth II comemora seu aniversário, apesar de ter nascido no dia 21 de abril de 1926. O palácio de Buckingham informou que está procurando um novo meio para comemorar a data.

Ademais, a festa virou uma tradição britânica no século XVII. No início do evento, a Rainha sai do Palácio de Buckingham e atravessa o The Mall, participando de um procissão juntamente com a escolta do soberano da Household Cavalry.

Logo após, a Rainha assiste um desfile fora do castelo e em seguida um saudação com 41 tiros é feita pelo King’s Troop no Green Park. E por fim, a rainha saúda o sobrevoo da Real Força Aérea.

Por: Adelmo Júnior

Foto destaque: Rainha Elizabeth durante cerimônia de abertura do Parlamento no Palácio de Westminster, em Londres (Paul Edwards/Pool via REUTERS)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário