Em entrevista ao site, modelo comenta que chegou a se apaixonar por Gugu Liberato

 

Nossa entrevistada de hoje ficou conhecida não só no Brasil, mas, no mundo ao entrar para o livro dos recordes com as maiores próteses de silicone. Em entrevista exclusiva ao site ‘Lorena Bueri‘, Sheyla Hershey conta como está sua vida dez anos depois do feito.



Atualmente vivendo nos Estados Unidos, a modelo detalhou toda experiência vivida no meio artístico, além de entregar uma paixão por um apresentador de televisão aqui do Brasil.

Imagem/Reprodução/Arquivo Pessoal/Divulgação

Confira abaixo a entrevista na íntegra:

– Há cerca de dez anos atrás você ficou conhecida nacionalmente ao bater o recorde com as “Maiores Próteses de Silicone do Mundo”. Seu nome não saiu da boca do povo, hoje em dia qual é a sua maior recordação daquela época?

Sheyla Hershey: Ficar conhecida internacionalmente foi um “ego” muito grande para mim, naquela época um sonho sendo realizado. Desde muito cedo sempre sonhava e almejava conquistar este título. A única recordação que guardo, foi o amor das pessoas que até hoje me seguem e apoiam tudo que eu faço. A real é que me sinto uma Marilyn Monroe.

–  Após toda repercussão, seu nome tornou-se figurinha carimbada em diversos Programas de TV, Revistas, Sites e Jornais que cobriam o “Mundo dos Famosos“. Ao lembrar desta fase, gostaria de saber se você sofreu algum tipo de preconceito nos bastidores do meio artístico?

Sheyla Hershey:  Nunca sofri nenhum tipo de preconceito nos bastidores, mas, de algumas pessoas sim. Como por exemplo meu ex-marido chegou em um certo ponto que tinha vergonha de sair nas ruas comigo. Durante 5 anos ele nunca saiu em público comigo, já não gostava de tirar férias com a família por sentir vergonha dos meus seios enormes. Mas, tanto a televisão brasileiro, quanto as televisões internacionais, sempre foram uns amores comigo. Especialmente a ‘Record TV’, que sempre me apoiou e me ajudou muito. Claro, não posso deixar de fora meu grande amigo, Gugu Liberato, que esteve comigo em toda minha trajetória durante minhas transformações. Hoje posso contar que cheguei a me apaixonar por ele.

Imagem/Reprodução/Arquivo Pessoal/Divulgação

Em 2010, você acabou sofrendo complicações com as próteses, colocando até sua vida em risco. Como foi passar por tudo isso?

Sheyla Hershey: Eu vi o mundo desabar em cima de mim, pois, nunca esperava passar por isso. Fiquei decepcionada com esse transtorno. Tudo que havia construído com muito esforço, havia perdido tudo. Sem contar minha obsessão pelos seis, não acreditava, foi como se estivesse recebido uma sentença de morte, pois, sem meus seis na época não queria viver. Hoje, graças à Deus essa obsessão foi preenchida com meu maior amor,  Jesus Cristo.

Segundo alguns portais de notícias, naquela época você teria passado por um processo de depressão, acarretando a possibilidade de um suicídio, isso é verdade? Poderia nos contar o que teria ocasionado tudo isso?

Sheyla Hershey: Sim, é verdade. Foi um momento muito difícil para mim. Tentei o suicídio várias vezes, como a última vez que fiquei em coma por 4 dias, e a polêmica espalhou no Brasil inteiro. Na época o Gugu me perguntou se isso era verdade, mas, não fui verdadeira com ele, pois, tive vergonha da minha fraqueza. Não quis me mostrar uma mulher fraca, por isso, não confirmei o ocorrido. Hoje passado todos esses anos, quero ajudar pessoas que passam ou já passaram por isso, é muito importante ser verdeira e falar das suas dificuldades, só assim você poderá ajudar o próximo. Respondendo a pergunta sobre o que ocasionou tudo isso, foi a falta de amor próprio. Me odiava. Somente me amava quando tinha sucesso, quando perdi os seios eu achei que meu mundo tinha acabado ali.

Recentemente você conquistou a cidadania amerciana, como é a sua vida fora do Brasil? Além de ter participado de um reality show, quais foram os outros projetos artísticos que você participou nos Estados Unidos?

Sheyla Hershey: Sim, me tornei oficialmente cidadã americana em julho deste ano. Olha participei de vários programas internacionais, não só aqui nos Estados Unidos, mas, pelo mundo todo. Tive meu próprio reality show na CBS durante quatro anos, fui capa de diversos jornais americanos, além de figurar programas daqui. Atualmente, estou participando de um reality show que é sobre cirurgia plástica, chama “Botched” passa no canal “E’tv”, e, está previso para ir ao ar no próximo ano.

 – Passado todos esses anos como está sua vida atualmente?

Sheyla Hershey: Minha vida está como nunca esteve tão bem, me afastei dos holofotes durante esses dez anos. Fiquei focada na minha família, hoje tenho uma empresa que presta serviços de Interpretes de Idiomas, para pessoas que não falam o idioma em Tribunais de Justiça, hospitais, imigração e escolas.  E continuo trabalhando fazendo algumas aparições na televisões locais daqui. Além, de uma parceria com o Dr. Rey, para um reality show que irá passar no Brasil.

Foto/Montagem/Reprodução/Arquivo Pessoal/Divulgação

Você ainda possui as próteses de silicone?

Sheyla Hershey: Continuo com a minha prótese de 2000mls. Recentemente, por problemas de saúde tive que reduzir 500mls. Não sei ainda se irei aumentar novamente, porém, não descarto essa possibilidade.

Neste ano, seu nome voltou a circular como uma das possíveis participantes do reality show ‘A Fazenda’. Você toparia voltar ao Brasil e participar de um programa de tv com este formato?

Sheyla Hershey: Sim, todo ano as pessoas lembram de mim. Pois, sou muito autêntica, me acho até uma candidata perfeita para o programa. Sei que iria deixar o Mion louco e não descarto a possibilidade de um dia entrar. Amo todos da Record, e, sei que seria muito bem tratada.

Mas, você tem projetos de retornar ao Brasil?

Sheyla Hershey: Sim, ainda este ano todos iram me ver na televisão brasileira. A nova Sheylinha para matar as saudades, hoje sou uma nova mulher. Com muitos atributos, que não são só peitos, e, sim caráter, sabedoria, carisma e dedicação ao próximo.

Finalizando a entrevista deixe uma mensagem aos leitores do nosso site e, também, ao público que te acompanha nas redes sociais:

Sheyla Hershey: Eba, essa é a minha parte favorita. A parte que posso me expressar com toda gratidão à este público maravilhoso que tenho em todas minhas redes sociais. Quero dedicar a cada minuto do meu sucesso com vocês, pois, se não fosse por você não seria quem eu sou. Fico emocionada ao ver que mesmo depois de dez anos, continuo com muitos seguidores daquela época. Pessoas que estiveram comigo, acompanhando e me passando forças durante todo sofrimento que passei. Devo tudo aos meus fãs e quero que saibam que amo cada um de todo meu coração. Agradeço à Lorena Bueri por abrir às portas do site para falar da minha história. Que deus os abençoe muito e prospere na vida de cada um.

Por Mario Brito.

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário