As acusações foram feitas em processo pela guarda da filha do casal.

O ator americano Jeremy Renner, conhecido mundialmente pelo seu papel como o Gavião Arqueiro no Universo Cinematográfico da Marvel, tem uma grande batalha pela frente.



Jeremy e a ex Sonni Pacheco estão travando uma batalha judicial pela guarda da filha Ava, de seis anos. Sonni pede na justiça que a guarda seja apenas sua e não compartilhada, com as visitas de Jeremy sendo monitoradas.

Jeremy Renner com Sonni Pacheco e a filha Ava (Foto: Radar Online)


As acusações

Segundo documentos legais obtidos pelo site americano TMZ, Sonni afirmou que o astro da Marvel teria chegado em casa uma noite após ter usado cocaína e bebido e a teria ameaçado de morte. A noite teria terminado com o ator colocando uma arma em sua própria boca e dizendo que ia se matar, alega Sonni.

De acordo com os documentos, Sonni ainda diz que Jeremy teria tirado a arma da boca e atirado no teto, com a filha dos dois dormindo em seu quarto no andar de cima.

Sonni alega que Jeremy tem um histórico de abuso de substâncias e que a submetia por abuso verbal e emocional. Ela diz que o ator esteve várias vezes sob o efeito de drogas enquanto tinha a filha com ele.

A ex-mulher de Renner afirma também que uma babá teria ouvido o ator dizer que iria na casa de Sonni para matá-la e depois cometer suicídio. Ele teria falado que “era melhor que Ava não tivesse pais do que ter [Sonni] como mãe.”


A resposta do ator

Um representante de Jeremy Renner falou com o TMZ e disse que o bem-estar da filha Ava sempre foi e continua a ser a principal preocupação do ator. Ele disse que é importante notar que as dramatizações feitas por Sonni em sua declaração mostram apenas um lado da história e com um objetivo específico em mente.


Por Felipe Rangel

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário