Justus também explicou a saída da Record e até deu sua opinião sobre entrar no meio político. Confira!

Em entrevista exclusiva à Lorena Buéri, o empresário e apresentador Roberto Justus abriu o jogo sobre sucesso e carreira, explicou a saída da Record, comentou a nova temporada do programa ‘O Aprendiz’ e até deu sua opinião sobre entrar no meio político.



Justus ficou conhecido após apresentar 8 temporadas do programa ‘O Aprendiz’ na Record e mesmo com o programa há cinco anos fora do ar, as pessoas ainda perguntam sobre a postura um tanto quanto rigorosa do apresentador como chefe. Entretanto, Justus revela ser, na verdade, brincalhão: “Obviamente que no programa eu fazia uma coisa um pouco mais ‘over’. Eu tenho uma postura um pouco forte, dura, mas eu sou o maior brincalhão e as pessoas não conhecem isso”.


Foi em 2004, através de Walter Zagari, na época diretor da Record, que surgiu a proposta para criar a versão brasileira do programa norte-americano ‘O Aprendiz’, originalmente apresentado pelo empresário e atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A princípio, Justus pensou que televisão não tinha nada a ver com ele, mas decidiu arriscar, baseando-se na sua crença de que devemos sair da nossa zona de conforto.

Esta crença é fundamentada em sua definição de sucesso, para o apresentador “sucesso não significa dinheiro, sucesso é realização. Para alguns significa dinheiro, para outros é alcançar um objetivo, é notoriedade. E para mim, só tem sucesso quem vive uma vida extraordinária. Quanto mais você se informar, quanto mais você for curioso, quanto mais você tentar fazer coisas, mais amplitude de pensamento você vai ter e mais sucesso na vida”.

Foi com esta visão que Justus decidiu aceitar o convite de Zagari: “Veio na minha cabeça justamente esse pensamento, essa teoria que eu tenho, que eu uso bastante e estimulo as pessoas a usarem, de fazer outras coisas fora da sua zona de conforto. Eu comecei com ‘O Aprendiz’, programa que durou quase uma década e foi um grande sucesso, que ajudou muita gente, foi exemplo pra muita gente”, conta.

Roberto Justus e Lorena Buéri (Foto: Luca Oliva)


Roberto Justus continuou a carreira como apresentador e já trabalhou no SBT no comando de ‘Topa ou Não Topa’ e ‘Um contra Cem’. Após isso, ele voltou para Record e, como Justus mesmo descreve, realizou o sonho de ter um talk show, com o programa ‘Roberto Justus Mais’, em seguida surgiu o convite para comandar ‘A Fazenda’ e ‘Power Couple’. Agora na emissora Band, Justus voltará a apresentar ‘O Aprendiz’. Com data de estreia prevista para março, a nova temporada contará com 18 influenciadores digitais como participantes, que concorrem ao prêmio de R$ 1 milhão.

Quanto a fama, Justus é direto: “Fama por si só não é qualidade. Então, se você se achar melhor que os outros porque você é conhecido, é o princípio do fim da sua carreira. Eu já vi muitos acontecerem isso, jogadores de futebol a empresários. A fama não quer dizer nada, claro que você ser conhecido tem prós e contras. Contra é essa invasão de privacidade, toda hora falam alguma coisa. Mas ao mesmo tempo, é algo carinhoso entre o público, querem tirar uma foto, isso é o reconhecimento de um trabalho. Eu não acho nada ruim. A fama é consequência de um trabalho”.

Roberto Justus e Lorena Buéri (Foto: Luca Oliva)


Recordamos um assunto polêmico, que foi o desentendimento entre Roberto Justus e Britto Júnior, quando Justus substituiu Britto no comando de ‘A Fazenda’, o antigo apresentador chegou a criticar a desenvoltura do empresário no comando do programa, chamando-o de “robô” e “engessado”. Justus rebate e entende que não é fácil substituir alguém: “quando o Gugu me substituiu no Power Couple, eu só elogiei o Gugu, eu tenho minha opinião sobre como ele apresenta o Power Couple e como eu apresento. Disseram que eu era engessado em A Fazenda, é só meu estilo. É o meu jeito de ser. Por quê [das críticas]? Porque a pessoa perde a posição e me desculpe. Mas onde está o Britto Júnior?”, questiona.

Além disso, quanto às críticas e a sua saída da Record, Justus explica: “Eu sou uma pessoa ligada em crítica, quando eu acho que a crítica é construtiva, eu uso pra melhorar em alguma coisa. E tem crítica que é gratuita. Teve colunista social falando que eu sai da Record porque estavam insatisfeitos comigo como apresentador, mal sabem ele o quanto ficamos negociando porque eles queriam que eu ficasse. Por isso não estou mais na Record, porque não acertei financeiramente com eles. Eu entrei e saí bem da emissora”.

Roberto Justus e Lorena Buéri (Foto: Reprodução/YouTube)


Em meio a crise política no Brasil e a aversão crescente aos políticos, houve cidadãos que chegaram a fazer campanha para que Roberto Justus se candidatasse a presidente. Além do mais, de acordo com Justus, houve até convite por parte de políticos influente para que o empresário seguisse carreira política. “Eu já tive convites. Não vou revelar a que nível isso foi. Mas teve convites de gente muito graúda do meio político, porque começou uma onda. Nós sabemos que no Brasil as pessoas têm uma aversão ao mundo político, porém não podemos generalizar, tem gente decente. Só que a grande maioria entrou na vida pública para aumentar o patrimônio em vez de entregar sua vida para a vida pública, para seu país e para as pessoas”, crítica.

Para explicar o motivo da sua recusa ao meio político, Justus comparou os políticos brasileiros aos europeus e definiu a nosso situação como inaceitável: “Por exemplo, no Parlamento ou Congresso da Suécia ou Finlândia, os funcionários têm vida espartana, apartamentos funcionais e pequenos, vão de bicicleta trabalhar, é outra coisa. O cara entregou a vida dele, são caras decentes, com um salário pequeno e saem de lá do jeito que entraram de patrimônio, não aumentam o patrimônio. No Brasil, os caras entram para enriquecer, fazer tudo o que interessa a eles e não ao país deles. Muito difícil no Brasil você ser empreendedor. Então esse convite para mim, para um ambiente como esse, é impossível de aceitar”, finaliza.

Lorena Buéri, Roberto Justus e equipe de reportagem (Foto: Luca Oliva)


(Por Fernanda Uema)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário