A campanha alerta sobre riscos da ceratocone, doença que pode ser confundida com miopia e astigmatismo

A frase chave é: “Evite coçar os olhos”. O mês de junho é marcado pela campanha Junho Violeta, que tem como objetivo alertar sobre os perigos da ceratocone. É um problema hereditário que afeta de 1 a 2% dos brasileiros, podendo surgir desde a infância até a fase adulta.



O ceratocone é uma doença que atinge a córnea, tornando a visão embaçada e irregular. Dessa forma, segundo o conselho global de especialistas o ato de coçar os olhos ou dormir fazendo pressão sobre eles podem agravar a doença.

Leia mais: Como devo cuidar do meu familiar com câncer durante a pandemia?

Os sintomas mais comuns são visão distorcida e embaçada, podendo gerar miopia e astigmatismo, causando a troca constante das lentes dos óculos. Logo, muitas vezes, a doença pode ser confundida com outros problemas de visão.

Causas da ceratocone

De acordo com os especialistas, ainda não possui uma possível teoria de como a doença pode surgir. Logo, existem múltiplos fatores, incluindo genéticos e ambientais.

Entretanto, existem fatores que podem aumentar as chances de desenvolvê-la. São eles:

  • Histórico familiar de ceratocone
  • Coçar os olhos com frequência
  • Ter algumas condições como renite pigmentosa, síndrome de Down, síndrome de Ehlers-Danlos, rinite alérgica e asma.

Esfregar ou coçar os olhos prejudica a visão. (Foto: Reprodução/Centro Campineiro)


Diagnóstico

Primeiramente, o oftalmologista revisará o histórico médico e familiar. Porém, apenas realizando o exame refratométrico (medida do grau dos óculos) e a ceratometria (medida da curvatura da córnea) é que se obtém um diagnóstico.

Tratamento

O tratamento para o ceratocone depende da gravidade e rapidez com que a condição progride. Contudo, as opções de tratamento para a doença têm mudado significativamente nas duas últimas décadas. Logo, o principal objetivo do tratamento é impedir que a doença piore e proporcionar a reabilitação da visão.

O ceratocone leve a moderado pode ser tratado com óculos ou lentes de contato. Para a maioria das pessoas, a córnea ficará estável após alguns anos. Se você tem esse tipo, provavelmente não terá problemas de visão graves ou necessitará de tratamento adicional.

Muitas vezes, é difícil obter uma visão satisfatória por causa de vários fatores da doença, como alto astigmatismo irregular e anisometropia significativa. Dessa forma as lentes de contato, podem oferecer melhor visão, abordando erros de refração e irregularidades da córnea. Entretanto, em alguns casos, a córnea marcada e o uso de lentes de contato torna-se difícil. Assim, nestes casos a cirurgia pode ser necessária.

Atualmente não há cura para o ceratocone. Além disso, a doença ocular pode progredir ao longo da vida. No entanto, a maioria dos casos de ceratocone pode ser gerenciada com sucesso quando a doença é tratada da forma correta.

Por: Jesus Henrique

(Foto Destaque: Olho irritado. Reprodução/Abioptica)

 

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário