Kanye West realizou uma doação de US$ 2 milhões para diversas famílias que tiveram seus parentes assassinados nos EUA

A princípio, devido aos diversos ataques racistas que ocorreram nos Estados Unidos nos últimos dias, não apenas Kanye West, como também outros famosos se mobilizaram acima de tudo para ajudar os familiares das vítimas.



Leia mais: Kim Kardashian e Kanye West passam por crise durante quarentena


Kanye West

Kanye West (Foto: Reprodução/ Instagram)


Logo após o assassinato de George Floyd, Ahmaud Arbery e Breonna Taylor, ocorrera uma grande mobilização no Estado americano. Os manifestantes tinham como intuito demonstrar a indignação perante aos ataques. No decorrer desses últimos 10 dias, muitos protestos antirracistas estão ocorrendo devido as ocorrências que estão vindo à tona.

Nos Estados Unidos as manifestações tornaram-se frequentes após a morte brutal de George Floyd, vítima de violência policial. O ex- segurança teve o pescoço prensado ao chão pelo joelho de um policial branco.

Anteriormente, em Fevereiro, Ahmaud Arbery, assassinado aos 25 anos, foi abordado por dois homens brancos, sendo um policial e seu filho, enquanto praticava exercícios. Logo após a abordagem, Ahmaud foi morto a tiros. Posteriormente, em Março, Breonna Taylor, de 26 anos, morta a tiros por policiais de Louisville durante investigação sobre vendas de drogas. Atingida cerca de oito vezes, dentro de seu próprio apartamento, o qual foi confundido com um ponto de tráfico pelos militares.

Sendo assim, com o intuito de dar apoio as famílias Kanye West doou US$ 2 milhões, cerca de R$10 milhões. Informação divulgada por um representante do rapper para a rede americana CNN. A doação incluiu financiamento de advogados para a família dos três negros. Além disso, está incluso um plano de educação para custear as despesas do estudo de Gianna, a filha de seis anos de Floyd.

Por: Rafaella Ranulfo

(Foto Destaque: Kanye West. Reprodução/ Instagram)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário