Lista da Lorena e as séries que podem ser maratonadas em 24h

A Lista da Lorena é um projeto que teve início com um propósito: oferecer entretenimento, diversão e momentos em família. Com o isolamento social e a família reunida, oportunidades em montar um cinema em casa não nos faltam. Mas, o que assistir? Calma, por isso a Lista da Lorena está aqui.



Assim, para essa semana resolvemos dar uma garimpada em busca de cinco séries curtas que podem ser maratonadas em 24 horas. Olha, a lista ficou gigantesca. Portanto, selecionamos para essa semana 5 séries que podem ajudar no encontro e divertimento da família. Confira a seguir, nossa lista.

1.The Man in the High Castle (2015)

The Man in the High Castle abre a Lista da Lorena dessa semana. (Foto: Reprodução/Amazon Prime)


Afinal, iniciar a lista com algo tão polêmico como a dominação nazista, é saudável? Não, não é! No entanto, The Man in the High Castle tem um trabalho do Frank Spotnitz que merece nossa atenção. A saber, a obra está ambientada no ano de 1962 e nos apresenta um clima sombrio e medonho de uma Estados Unidos pós Segunda Guerra Mundial. Vencida, nesse caso pelo nazismo.

Contudo, não é a única vez que a Amazon vai explorar o enredo hitleriano em seu catálogo. Mais tarde vamos ver algo semelhante em Hunters e, com uma diferença, mais fictícia em Carnival Row. Spotnitiz trabalha uma história recriada num universo paralelo e distópico em que as Potências do Eixo, Alemanha e Japão, vencem a Grande Guerra.

Leia mais: Lista da Lorena da semana celebra o amor em forma de poesia – parte II

Por fim, recheada de conspirações, alimentada pelo Terceiro Reich, a história apresenta um país dividido. Os personagens nos inserem em cenas sobrecarregadas de drama, dor e desprezo pelo humano. A série está disponível no catálogo da Amazon Prime.

2. Anne with an E (2017)

Amybeth McNulty protagoniza a jovem Anne Shirley. (Foto: Reprodução/Netflix)


Antes de mais nada, a adaptação dirigida por Moira Walley-Beckett ainda é dona de um grande sucesso no serviço de streaming. Cancelada em sua terceira temporada, Anne with an E encantou o público com a história de orfandade de Anne. A série que surgiu em 2017 na Netflix é inspirada no livro “Anne of Green Gables”, da autora Lucy Maud Montgomery (1908). A história se passa na cidade do interior, Green Gables.

Logo após, na terceira temporada, Anne completa 16 anos. É um terceiro ano estratégico para a história da, agora, jovem Anne. Interpretada por Amybethy McNulty, Anne, vive agora a fase etária da adolescência, próxima à juventude. Todavia, a série encerra o ciclo dos personagens de maneira perfeita. Mesmo nós não querendo dizer adeus, a despedida é perfeitamente construída.

Por fim, produzida pelo canal de TV do Canadá, CBC, as três temporadas encontram-se disponíveis no catálogo da Netflix. Aliás, separe os lencinhos, pois vocês poderão se emocionar com uma história meiga e cheia de cenas de fazer as lágrimas caírem.

3. American Gods (2017)

American Gods. Poster oficial de divulgação. (Foto: Reprodução/Amazon Prime)


Baseada no livro homônimo de Neil Gaiman, American Gods conta uma história maluca: deuses tradicionais e mitológicos, que perdem fiéis para deuses modernos. A queda na reputação leva um dos ídolos mais antigos a unir forças para acabar. Parece uma história sem créditos não é? Mas, não se engane, ela pode ter muito mais sobre você do que imagina.

Afinal, American Gods fala de deuses contemporâneos que nós veneramos todos os dias. Gaiman tem o dom de nos levar à reflexão pessoal em seus livros mirabolantes. Você pode não ser fã de mitologias e de elementos ficcionais. No entanto, Gaiman traz a ficção para a realidade a ponto de te dizer: “esse é você. Sua vida é assim. Está na hora de mudar!”

Por fim, American Gods, dirigida por Bryan Fuller e Michael Green apresenta-nos um misto de confronto geracional com questionamentos a respeito de quem você é e no que crê. É uma ótima pedida para quem quer subir de nível em sua reflexão. A série é mais uma obra original da Amazon Prime Vídeo, e contém duas temporadas até o momento.

4. Euphoria (2019)

Zendaya dá vida à protagonista Rue em “Euphoria”. (Foto: Reprodução/HBO)


“Euphoria” é aquele tipo de série que você quer pegar, jogar no saco e carregar consigo para a vida toda! Polêmica, assustadora, desumana, sofrida, libertadora, arrepiante, batalhadora e corajosa, isso é Euphoria. Modéstia à parte,  ficamos eufóricos com a história protagonizada pela incrível Zendaya.

Embora, trazendo dramas adolescentes, problemas da juventude, Euphoria ainda traz dilemas de família, sociais, amizades, sexo, drogas, e por aí vai. Euphoria é perturbadora, pois nos choca. Vítima de críticas na mídia, muitos não compreendem o clima tão real que a série retrata.

Por fim, a direção de Sam Levinson, reúne Zendaya (como personagem principal, a jovem Rue), Hunter Schafer (Jules) e Sydney Sweeney (Cassie). Um elenco juvenil que tem muito para nos mostrar. Com 8 episódios e a narração instigante de Rue, Euphoria coloca esses jovens em encontros e desencontros. Ambientes como escola, raves, festas, nights, tráficos deixa as coisas provocantes. A série é produzida pela HBO.

5. Para encerrar a Lista da Lorena, apresentamos Belas Maldições (2019)

Aziraphale (Michael Sheen) e o demônio Crowley (David Tennant). (Foto: Reprodução/Amazon Prime)


A saber, com direção de Douglas Mackinnon e adaptação da obra de Terry Pratchett e Neil Gaiman, a série é mais um sucesso da ficção. Ambientada em 2018, a série seguirá o anjo Aziraphale (Michael Sheen) e o demônio Crowley (David Tennant), que, acostumados com a vida na Terra, procuram impedir a vinda do anticristo e com ele a batalha final entre o Céu e o Inferno.

Ainda assim, o enredo inicial é simples, tudo já fica muito explícito logo nas primeiras cenas. Contudo, as coisas começam a ganhar ritmo e até mesmo gosto. Soando como uma mistura de Supernatural com American Gods, a série precisa se resolver, no entanto, qual será seu estilo. E ela se resolve.

Portanto, Belas Maldições dá destaque mais aos protagonistas por representarem o lado bom e mal da história. O anjo bom versus o anjo mal. As cenas com Aziraphale e Crowley são regadas de humor e de um diálogo leve mas muito bem construído. A temporada contém 6 episódios e foi produzida pela BBC com a Amazon Video.

Não se esqueça da pipoca e de poltronas confortáveis, a Lista da Lorena está pronta

Assim, com um conteúdo bacana como esse, é sempre possível criar atrativos e diversão em família. Seja todos na mesma cama ou com almofadas espalhadas na sala, o importante é se divertir com um bom programa de TV. A Lista da Lorena estará sempre aqui para oferecer ótimas dicas.

Portanto, divirtam-se. Podemos estar separados, mas somos unidos na alegria, bom humor e em família.

Por: Dione Afonso

(Foto destaque: American Gods da Amazon Prime Video. Poster da terceira temporada. Reprodução/Amazon Prime)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário