Devido a quarentena, Luana Piovani que vive em Portugal atualmente, comenta sobre experiência ao fazer sexo virtual com o namorado

Luana Piovani como sempre, não economiza quando o assunto é causar.



A loira fez uma live no Instagram do amigo Ruben Rua, respondendo perguntas sobre a vida amorosa e seu relacionamento.

Luana que atualmente namora o jogador de basquete Ofek Malka, contou que o jovem tem hábitos muito diferentes do dela, sendo mais reservado ao expressar seu amor.

Leia Mais: Neymar manda mensagem para Felipe Prior após sua eliminação

Luana Piovani e Ofek Malka — Foto/Reprodução: Instagram


Inicialmente, Luana deixou claro que gosta de expressar seu amor publicamente, por mais que Ofek seja totalmente o oposto.

“Sinto falta do diálogo e do toque. Ele não gosta de ficar me tocando na frente das pessoas. Eu sou de sentar no colo e dar beijo de língua aonde estiver.”

No entanto, a loira não se limita a tecer comentários ressaltando as qualidades do jogador, já que se encontra apaixonada, de acordo com a Quem.

“Mas estou aprendendo uma nova forma de amar. Estou super apaixonada. Estou vivendo com ele uma coisa muito nova. Já me relacionei demais nessa vida, mas sempre com o mesmo tipo de homem. Agora estou vendo uma pessoa, que ama de um jeito completamente diferente do meu. Estou aprendendo muito sobre o amor.”

Luana relembra primeira vez com Ofek

Ademais, a apresentadora relembrou a primeira vez com Ofek, logo depois que se conheceram, em Ibiza.

“Ele chegou no táxi e mandou uma mensagem para mim falando que estava chorando. Depois mandou outra do aeroporto dizendo que ainda estava chorando. Foi uma surpresa para mim. A gente tinha passado cinco horas juntos em Ibiza. Foi a nossa primeira transa. Então, essas lágrimas foram mais importante que falar ‘eu te amo’ para mim”, contou ela.

Em contrapartida, ela não se lembra quem falou “eu te amo” pela primeira vez.

Sobre o sexo à distância

A fim de evitar contaminação, devido a epidemia de coronavírus, Luana se mantém em Portugal, enquanto Ofek está em Israel.

Ela contou como foi a primeira vez ao fazer sexo à distância, alegando ter achado péssimo e ter sentido a falta de um toque físico.

” Precisei me concentrar quatro vezes mais do que a gente precisa, fiquei suando… A gente trabalha com imagem. Sexo virtual é mal enquadrado, mal iluminado, fica feio”, disse.

Por: Kelly Jorge

Créditos de capa— Foto: Walter Henri/Divulgação

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário