O cantor iria se apresentar na cerimônia de casamento do empresário Richard Caring

O cantor Maluma está sendo processado pelo empresário Richard Caring, dono da SoHo House, rede de restaurantes. De acordo com uma publicação feita pelo “TMZ” na última quinta-feira (25), Richard acusou o cantor de extorqui-lo após contratá-lo para se apresentar no seu casamento.



Segundo o empresário, Maluma foi contratado para cantar na cerimônia que iria acontecer na República Dominicana, em 07 de novembro do ano passado. A intenção dele era presentear sua noiva que é fã de Reggaeton e do colombiano.


Maluma

Maluma se apresentando no “VMA” de 2018. (Foto: Reprodução/Hollywood Life)


Além disso, Richard teve que pagar 500 mil dólares de cachê e atender todas as exigências do cantor, como um jatinho, cinco passagens de primeira classe e um hotel cinco estrelas.

Leia mais: Giovanna Ewbank posa com barrigão de oito meses em clique ao ar livre

Casamento adiado e novo valor de cachê cobrado por Maluma

No entanto, todos os planos foram mudados. Por isso, três meses antes do casamento, o empresário resolveu mudar a data e o local. O motivo foram as preocupações de não conseguir realizar uma cerimônia dessa magnitude com as restrições atuais. Então, o casamento foi adiado para junho deste ano e o novo local seria Roma, na Itália.

Mas, quando Maluma ficou sabendo da mudança de planos, resolveu cobrar o dobro do valor. O empresário queria pagar 375 mil dólares, mas o cantor só iria se apresentar caso o valor do cachê fosse 1 milhão de dólares.

A equipe do cantor colombiano explicou que o novo valor cobrado foi devido à interferência que o show particular iria causar na turnê europeia.

Dessa forma, Richard desistiu da contratação e pediu reembolso do valor adiantado. O problema é que o empresário afirma que está pedindo o dinheiro de volta desde 2019.

Por: Ana Carolina Ribeiro

(Foto destaque: Maluma. Reprodução/Heabbi)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário