A cantora aderiu a campanha #EleNão, mas voltou atrás após gerar divisão de fãs

Marília foi desafiada por Daniela Mercury a aderir a campanha #EleNão, que tem alvo o controverso candidato à presidência da república pelo PSL, Jair Bolsonaro. Ela cumpriu o desafio e propagou a hashtag em post no Instagram, só que o que ela não contava era que seria amada por uma metade e odiada pela outra, o que resultou na cantora apagando a foto.



Saiba mais: Marília Mendonça se apresenta no Salvador Fest

Nesta segunda-feira (24), ela publicou uma foto com a mãe e irmão, explicando o ocorrido:

https://www.instagram.com/p/BoHvYR_nY09/?utm_source=ig_web_copy_link

A cantora disse: “Em uma noite, tudo o que foi construído com amor e carinho foi apagado na mente de algumas pessoas (…) desculpas à todas as mulheres que acreditei estar defendendo naquele momento. Deixo aqui o meu pedido de desculpas à todos os homens, por em um instante de loucura acreditar que uma opinião não feriria já vocês.”

Saiba Mais: Bruna Marquezine se manifesta contra Bolsonaro

Com relação aos ataques ela falou: “Minha mãe tem recebido ataques tanto quanto o restante da minha família que nem compartilham da mesma opinião que a minha. Deixo aqui essa mensagem, e o meu profundo silêncio em qualquer questão que seja política.”

A campanha #EleNão já conta com a participação de diversas celebridades, dentre elas Annita, Bruna Marquezine, Sophie Charlotte e Letícia Sabatella. Outras artistas também foram desafiados, mas ainda não se pronunciaram, como Maiara & Maraísa, Tatá Werneck, Marina Ruy Barbosa, Ivete Sangalo e Cláudia Leitte.

Saiba mais: Após pedido de fãs, cantores internacionais juntam-se contra Bolsonaro


(Por Leonardo Bego)

Related Article

1 Comentário

Deixe um comentário