Marina Ruy Barbosa é cobrada desde as eleições de 2018 a declarar seu voto, mas apenas em 2020 comentou sobre sua posição política

Após dois anos, Marina Ruy Barbosa se manifestou sobre seu posicionamento político. Com crítica ao governo de Jair Bolsonaro, a atriz comentou que não compactua em nada com a atual política.



Anteriormente, o pai da modelo, Paulo Ruy Barbosa, havia declarado seu apoio ao presidente. Entretanto, recentemente, publicou em suas redes sociais que se arrependeu de ter apoiado Jair Bolsonaro e se referiu ao mesmo como “sociopata”.


Marina Ruy Barbosa

Marina Ruy Barbosa (Foto: Reprodução/ Instagram)


Neste ínterim, Marina decidiu comentar sobre o ocorrido com o intuito de informar o seu posicionamento. A atriz diz sobre a divergência de ideias que possuía com seu pai, além disso, expôs sua preferência.

Leia mais: Marina Ruy Barbosa faz comentário apaixonado para marido

“Meu pai não é uma figura pública e estranho esse interesse. Eu sou a pessoa pública e não votei no candidato do meu pai. Não concordei com a escolha dele, não compactuo em nada com a atual política. Mas o voto é um direito garantido e ele fez uma escolha”, diz fazendo menção a decisão de Paulo.

Logo após, sob o mesmo ponto de vista, Marina comenta que já não tinha tantas esperanças no cenário, mas que não queria ver o pais em más condições. “O cenário não era promissor, mas não gostaria de ver o país em mau estado. Tentei acreditar (percebo que fui ingênua) em uma mínima possibilidade de as coisas não irem para o caminho lamentável que foram. Mas tudo o que pensávamos se confirmou”, disse a atriz.

Por fim, a ruiva fala sobre erros cometidos. “Só aprende quem erra. E meu pai está revendo suas posições. É bem porque mostra que, como leitor, ele está atento e disposto a evoluir e mudar de pensamento”, completa.

Por: Rafaella Ranulfo

(Foto Destaque: Marina Ruy Barbosa. Reprodução/ Instagram)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário