A atriz bordou nomes das diretoras injustiçadas do Oscar em seu traje

Neste domingo (9) a atriz Natalie Portman, manifestou-se contra a falta de indicação de mulheres na categoria de melhor direção no Oscar.



Natalie Portman no Oscar 2020 – Foto reprodução: Getty images


Dessa forma, a vencedora de melhor atriz por Cisne Negro em 2010, bordou o nome das diretoras de forma discreta no traje de seu vestido.

Desse modo, entre os nomes destaca-se as diretoras Greta Gerwig –  (Adoráveis Mulheres) , Lulu Wang –  (A despedida), Lorene Scafaria – (As Golpistas), Melina Matsoukas (Queen & Slim), Marielle Heller (Um lindo dia na vizinhança), Mati Diop (Atlantique), Alma Har’el (Honey boy) e Céline Sciamma, (Retrato de uma jovem em chamas).

Leia mais: Oscar 2020: Vencedores e destaques da noite

Anteriormente em 2018, durante o movimento #metoo (movimento das atrizes contra o assédio sexual). A atriz criticou o Globo de Ouro pela falta de mulheres indicada na categoria de melhor direção.

Assim, Portman ao anunciar a categoria de melhor direção fez questão de falar em voz alta “Esses são os indicados masculinos a categoria de melhor direção”

Oscar tão masculino

A princípio, os diretores indicados a melhor direção desse ano são, por consequência, Martin Scorsese (O irlandês), Quentin Tarantino (Era uma vez em Hollywood), Bong Joon Ho (Parasita), Sam Mendes (1917), e Todd Phillips (Coringa).

Infelizmente, essa não é uma ocorrência incomum. Na história do Oscar, apenas cinco mulheres foram indicadas para melhor direção e apenas Kathryn Bigelow venceu por “Guerra ao Terror” em 2010 . Após isso, somente Greta Gewirg foi indicada em 2018 por “Lady Bird”. Além disso, apenas uma atriz negra foi indicada a categoria desse ano pelo o Drama histórico Harriet.

 

Por Jackson Brito

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário