Autor relembra reunião e proposta do estúdio que ocorreu nos anos 90

O autor Neil Gaiman revelou em uma entrevista ao ComicBook.com, que rejeitou a ideia de adaptar a multipremiada série de quadrinhos Sandman, para os cinemas durante os anos 90. Gaiman revelou que foi convidado para conversar com a Warner Bros sobre a possibilidade, mas pediu que o estúdio não investisse no projeto naquele momento.



A obra mais importante da extinta Vertigo Comics da DC, está em alta novamente nos últimos meses, já que estamos a apenas 3 dias do lançamento da áudio série baseada na obra que será feita e distribuída pela Audble, Inc. da Amazon. Além disso a aclamada história de horror de fantasia também ganhara uma série em 11 episódios por outra gigante do streaming, a Netflix.

Como resultado um dos criadores da obra, Neil Gaiman está divulgando as adaptações do Sandman. E durante uma destas entrevistas o autor relembrou que pouco mais de um ano após o lançamento da HQ, em 1989, foi convidado para participar de reunião na Warner’s. Em suma, o assunto era sobre uma adaptação cinematográfica do drama.

Relato de Neil Gaiman

“Lembro-me de ter minha primeira reunião sobre um filme de Sandman, eu acho, em 1990, e participar de uma reunião na Warner’s, e eles disseram: ‘Bem, o que você acha de um filme de Sandman ?’ E eu disse: ‘Por favor, não faça isso’ “, lembrou Gaiman. O autor desconfiava que uma adaptação naquele momento, poderia distrair seus pensamentos da história em andamento, enquanto a obra exigia mais dos valores e sensibilidades da produção da época.


Neil Gaiman em palestra na SXSW 2019. (Foto/ Divulgação: Jim Bennett/WireImage/Getty Images)


“E eu me lembro da executiva da Warner, Lisa Henson, olhando para mim muito confusa e dizendo: ‘Ninguém nunca entrou no meu escritório e me pediu para não fazer um filme antes.’ E eu disse: “Bem, eu estou. Por favor, não faça. Estou trabalhando nos quadrinhos, e um filme seria apenas uma distração e uma confusão. Apenas deixe-me fazer o meu trabalho”, relatou o autor, dizendo que graças a isso eles o deixaram continuar ficando nos quadrinhos.

Leia mais: Bird Box: Autor do livro revela sequência

O passado e o futuro de Sandman

A HQ de Neil Gaiman acompanha Morpheus, um ser antigo e poderoso que é a personificação do sonho e da imaginação. Ele é um dos Perpétuos, um grupo de sete irmãos que inclui Delírio, Desejo, Destruição, Desespero, Destino e Morte. Como resultado, a série consolidou o gênero dos quadrinhos adultos nos anos 90. Sandman é a peça máxima dentro da antologia respeitável por Gaiman, misturando drama narrativa e ficção soturna com fantasia e lendas modernas. A série regular foi publicada entre 1989 e 1996 e durou 75 edições.

Como resultado do sucesso, no dia 15 deste mês a Audible, vai lançar o áudio drama de Sandman. A produção é adaptada e dirigida por Dirk Maggs e terá James McAvoy, na voz de Morpheus. A descrição da atração também dá mais detalhes com a sinopse e confirmação do elenco. Sandman da Audible terá sua primeira temporada baseada nos três primeiros volumes da saga do Mestre dos Sonhos: Prelúdios e Noturnos, A Casa de Bonecas e o País dos Sonhos. O drama de áudio chega em 15 de julho e está disponível para pré-venda.


Trailer oficial do Áudio drama de The Sandman (Fonte: DC – You Tube)


Além de McAvoy, foram escalados como dubladores: Kat Dennings (Morte), Miriam Margolyes (Desespero), Michael Sheen (Lúcifer), Justin Vivian Bond (Desejo), Riz Ahmed (Coríntio), Taron Egerton (John Constantine), Samantha Morton (Urania Blackwell), entre muitos outros astros.

Além disso, Sandman também vai virar série de TV na Netflix. Allan Heinberg (Mulher-Maravilha) será o showrunner da adaptação, com o próprio Neil Gaiman e David S. Goyer assumindo como produtores-executivos. Ainda sem data de estreia, a primeira temporada contará com 11 episódios. Gaiman, também irá coescrever o episódio piloto da trama.

 

Por: Jonathan Rosa 

(Foto Destaque: The Sandman, de Neil Gaiman. Reprodução/The Indian Express)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário