Se tem alguém que luta pelos seus objetivos são os fãs de séries e filmes, e provas disso não faltam

Os fãs mais dedicados de uma série ou filme tem um poder muito grande sobre suas produções favoritas. E podem mover mundos e fundos para mudar algo que julgam errado em suas obras prediletas, ou até mesmo salvá-la do adeus definitivo. E esse verdadeiro poder vem ganhando muita notoriedade nos dias de hoje, graças a internet, mas já existe a muito tempo.



Leia mais: “Aladdin 2”, confirmação da continuação e detalhes sobre o novo projeto

Agora muito se fala no Snyder Cut que os fãs ajudaram a tornar realidade graças a fortes campanhas na rede, com a #ReleseTheSnyderCut. Mas não é de hoje que os fãs usam esse super poder para dar uma “mãozinha” para seus queridinhos do cinema. Na verdade, aconteceu recentemente com o filme do ouriço azul da SEGA. O longa do Sonic chegaria nas telonas no dia 15 de novembro de 2019. Entretanto, foi adiado para 14 de fevereiro de 2020.

Ademais, isso aconteceu porque os fãs da franquia original não gostaram nem um pouco do que viram no trailer do longa, que trouxe o personagem completamente descaracterizado para tela. E a pressão feita na internet contra a versão divulgada fez com que o diretor Jeff Fowler, voltasse atrás e mudasse a aparência do Sonic. O que deu certo e fez do filme um campeão de audiência.

Por essas e outras, os viciados no audiovisual do mundo todo, sabem muito bem de como o poder da audiência reflete diretamente nas decisões dos canais de TV. Pensando nisso, trouxemos algumas outras vezes em que obras foram salvas pela força de seus fãs.

STAR TREK

Poster de Star Trek. (Foto: Reprodução/ NBC/Jornal NH)


Essa é o primeiro caso do gênero que se tem notícia. Após somente duas temporadas, a NBC resolveu cancelar a série de Star Trek em 1966. Mas os fãs organizaram um mutirão de cartas pedindo que a série fosse renovada. O movimento foi organizado pelo casal nerd John e Bjo Trimble, conhecidos até hoje entre os fãs da “Jornada nas Estrelas”. Eles pediam que cada pessoa que escrevesse uma carta falasse sobre a campanha para ao menos dez colegas. Foram enviadas milhares de cartas, o que garantiu que a terceira temporada chegasse ao público. E apesar de só ter durado mais um ano, o “protesto” acabou chamando a atenção da Paramount Pictures, sendo decisivo para a produção do primeiro filme, em 1979.

E.R. (PLANTÃO MÉDICO)

Cartaz de E.R. (Foto: Reprodução/NBC/Mix de Séries)


Em 1997, a Globo decidiu cancelar a exibição da série médica de sucesso, que era exibida às quintas. Para dar lugar a atração interativa “Você Decide”. Isso deixou muitos fãs da trama insatisfeitos. E apesar de ainda primitiva e bem diferente do que o que é hoje, a internet foi fundamental para o site Alô Rede Globo: queremos Plantão Médico de novo!. Criado para que os fãs brasileiros da série se unissem numa manifestação contra a decisão. Com isso, a série acabou voltando a ser exibida em horários e dias diferentes durante alguns meses. No entanto, acabou sendo cancelada novamente.

FAMILY GUY

Imagem de Family Guy. (Foto: Reprodução/ Fox)


Em 2002, a Fox resolveu cancelar a já famosa animação Family Guy, mas o canal não contava com a astúcia dos fãs. Os amantes do desenho enviaram milhares de cartas implorando por novos episódios, tanto para a Fox quanto para o criador Seth MacFarlane. Além disso, os fãs ainda elevaram a audiência do horário em que os episódios eram reprisados em 239%, para mostrarem seu interesse na obra. Como resultado Family Guy foi relançada em 2005 e continua sendo adorada até hoje.

COMMUNITY

Imagem de Community. (Foto: Reprodução/ Fox/Mix de Séries)


Apesar do mantra “seis temporadas e um filme” que surgiu ao longo do show, a comédia chegou a ser cancelada pela NBC após cinco anos de trama. E logo os fãs se reuniram e fizeram muito barulho. Após isso, o Yahoo Screen produziu mais 13 episódios da comédia focada nas aventuras do pessoal de Greendale. Já o filme…Esse ainda não se tem notícias.

CHUCK

Cena da série Chuck. (Foto: Reprodução/NBC/ Critictoo)


Quando Chuck esteve em perigo iminente de cancelamento após duas temporadas, os fãs do show de Zachary Levi fizeram uma imensa campanha de apoio pela obra. Tão forte que conseguiram o apoio financeiro do Subway. A rede de restaurantes acabou se tornando patrocinadora oficial da série. E graças à isso se manteve firme e forte até a quinta temporada.

FRIDAY NIGHT LIGHTS

Cena de Friday Night Lights. (Foto: Reprodução/NBC/IMDb)


Essa série dramática não teve um grande sucesso de audiência. No entanto, a história do treinador Eric e seu time de futebol, conquistou a crítica e fãs calorosos o suficiente. Quando seu cancelamento foi anunciado após duas temporadas, não faltaram grupos no Facebook, mutirões e petições online pedindo o retorno da série. Os fãs mandaram potes de lágrimas para a emissora, em referência ao grito de guerra do Time Panthers. “Olhos limpos, corações cheios, não podemos perder”. Depois desse barulho todo a série mudou-se para o The 101 Network, da DirecTV, onde durou mais 3 temporadas.

SENSE 8


Os fãs de Sense8 não podiam acreditar quando a série foi cancelada pela Netflix após duas temporadas. O fim da trama foi anunciado em junho de 2017, pouco após a chegada de novos episódios na plataforma.

Alguns dias após o anúncio, além de muita revolta no Twitter, um evento organizado por brasileiros no Facebook propunha uma “pegação coletiva” em forma de protesto. Em referência às cenas de orgia mostradas na série. Foram mais de 17 mil pessoas interessadas para o ato no evento oficial. Que realmente aconteceu, e o vídeo dos fãs de Sense8 em um beijaço coletiva viralizou nas redes sociais.

Mas apesar dos esforços, acabaram não sendo suficientes para que a série fosse salva pela plataforma. Mas os fãs foram presenteados com um episódio final com mais de duas horas de duração, lançado em 8 de junho de 2018 após a pressão exercida pelos fãs da série.  Por isso, merece estar nesta lista.

LUCIFER

Cena da série Lucifer. (Foto: Reprodução/Netflix/Adoro cinema)


Após uma terceira temporada com um final em aberto, a Fox achou por bem cancelar a série baseada nas HQs em maio de 2018. Os fãs de Lucifer logo começaram uma intensa campanha nas redes sociais com a #SaveLucifer. O próprio elenco se envolveu com a campanha, na torcida para que a série encontrasse outro canal para sua quarta temporada, pelo menos para terminar a trama.

Tom Ellis, o protagonista da série, participava dos mutirões de mensagens no Twitter que deixaram a hashtag entre os destaques mundiais na plataforma. Como resultado os esforços surtiram efeito, e a Netflix deu continuidade a série que hoje se encaminha para sexta temporada.

BROOKLYN NINE-NINE

Poster de brooklyn99. (Foto: Reprodução/NBC/Rollingstone


A comédia extensamente elogiada pela crítica e adorada pelos fãs, não conseguia números suficientes de audiência. Isso fez com que a Fox decidisse terminar o show após cinco temporadas. Mas diante de muitas reclamações dos fãs pelas redes sociais, os produtores tentaram vender a obra para plataformas de streaming como a Netflix e Hulu, mas a sexta temporada foi encomendada pela NBC, que já trabalhou com o criador da série Mike Schur em The Office, Parks and Recreation e The Good Place.

VERONICA MARS

Cena de Veronica Mars. (Foto: Reprodução/ CW/UOL)


Esse é um dos casos mais famoso de uma série salva pelos fãs, portanto não poderia faltar aqui. Após ser cancelada abruptamente pela CW, uma campanha no kickstarter arrecadou mais de cinco milhões de dólares para a história protagonizada por Kristen Bell ganhar um capítulo final em formato de filme, após anos de reclamações. E os planos de uma minissérie existem até hoje.

Além destas, existes muitas outras, muitas mesmas. Só que para falar de todas seriam necessárias inúmeras linhas a mais. Então, por enquanto ficam essas.

Valeu a tentativa 

Mas nem todos os esforços dos fãs surtem efeito, pois no final quem decide mesmo são os executivos. E algumas vezes por mais que o público se mobilize, os apelos não são atendidos

THE AO


A ficção The AO foi cancelada pela Netflix em outubro de 2019 e não demorou para os fãs da série se organizaram para tentar salva-la. Aliás, realizaram um  flash mob na Times Square, reproduzindo os movimentos da série em forma de protesto. Além disso, também foi colocado um anúncio na avenida nova-iorquina. Ainda mais, foi feita uma vaquinha virtual que reuniu a quantia de cinco mil dólares para ajudar com os custos da obra.

Além disso, protestos também aconteceram na sede da plataforma de streaming e uma fã, identificada como Emperial Young pelo site Business Insider, chegou a fazer uma greve de fome. Mesmo com os protestos e manifestações por parte do público, a possibilidade de a trama ser finalizada com um filme foi descartada. E a série realmente terminou após duas temporadas e um final de explodir a cabeça.

DEMOLIDOR

Poster da série Demolidor. (Foto: Reprodução/Netflix/Entorno Inteligente)


Os fãs de Matthew Murdock, não se conformam com o cancelamento da série, anunciado em novembro de 2018 pela Netflix. Eles decidiram fazer uma petição virtual que reuniu quase 350 mil assinaturas em um ano de existência. Além disso, a campanha “Save Daredevil” conta com um site que orienta os fãs da trama para outras formas de agir: como entrar em contato com a Marvel para continuarem a série; fazer pressão nas redes sociais e realizar doações para a iniciativa. Até o presente momento, porém, a série não foi salva por nenhuma produtora e terminou após três temporadas excelentes.

SHADOWHUNTERS

Outdoor na Times Square. (Foto: Reprodução/Twitter)


Outro exemplo de esforços sem resposta é a luta pela série Shadowhunters. O cancelamento foi anunciado pela Freeform em junho de 2018, após três temporadas. No mês seguinte, fãs americanos da série se reuniram para pagar a divulgação de uma campanha pelo salvamento da série. Para chamar atenção, um avião foi contratado para exibir o banner. Além disso, os fãs divulgaram a campanha em outdoors eletrônicos ao redor do mundo. Apesar de todos os esforços, a série não foi renovada pela emissora, nem salva por outra produtora.

ANNE WITH AN E

Cena da série anne with an. (Foto: Reprodução/ Netflix/Quarta parede POP)


A série Anne With an E foi cancelada no fim de 2019, também pela Netflix, causando tristeza e indignação aos fãs. Logo, eles fizeram uma campanha virtual para que a série continuasse após sua terceira temporada.

Em resposta às mensagens de apoio nas redes sociais, Moira Walley-Beckett, criadora da série, agradeceu ao carinho dos fãs e disse que gostaria de terminar a história com um filme. Ainda não se sabe se o público de Anne With an E conseguirá que uma quarta temporada seja produzida pela Netflix ou até mesmo por alguma emissora de televisão. Mas com muita persistência, os fãs não desistem desta série. A petição online já ultrapassa as 500 mil assinaturas, sendo a maior deste tipo já feita em todos os tempos.

Por: Jonathan Rosa

Imagem em destaque: Cena da série Brooklyn 99. (Reprodução/NBC/Papel Pop)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário