Jamie Spears disse que não roubaria a filha e alfinetou os fãs da cantora

Há algumas semanas, a hashtag “Free Britney” tomou conta do Twitter. Decerto, o movimento alega que a cantora Britney Spears (38), estaria sendo mantida como refém da própria família por 12 anos e tendo seu dinheiro controlado pelo seu pai, Jamie Spears. No entanto, em entrevista para o “The Post”, o pai da artista criticou a veracidade das acusações e disse que esta ideia é “uma piada”.



A princípio, Jamie Spears alfinetou os fãs de Britney afirmando que eles não conhecem a situação por completo. “Todas essas pessoas que fazem teorias da conspiração não sabem de nada. O mundo não tem ideia. O tribunal da Califórnia é que deve decidir o que é melhor para a minha filha. Isso não interessa a mais ninguém”. Além disso, o pai da cantora disse que não há nenhuma possibilidade dele roubar o dinheiro da própria filha. “Eu tenho que declarar cada centavo gasto para o tribunal anualmente. Como estreia roubando alguma coisa?”.


Jamie é tutor de Britney há mais de uma década. (Foto: Reprodução/PopLine)


Em seguida, Jamie criticou a abordagem agressiva dos fãs. “Tem pessoas ameaçando morte e sendo perseguidas, é horrível. Não queremos esse tipo de fãs”. Ademais, o tutor de Britney contou emocionado que ama a filha. “Eu amo a minha filha, eu amo todos os meus filhos, mas isso é assunto nosso. É privado”.

Recentemente, os fãs fizeram uma petição a fim de fazer com que a Casa Branca analisasse a decisão da Justiça sobre o caso. Além disso, a petição afirma que a voz de “Baby One More Time” não pode falar com amigos e tem suas redes sociais vigiadas, além de indagar o porquê de Britney não poder trabalhar. A petição alcançou mais de 100 mil assinaturas, incluindo o nome de celebridades como Miley Cyrus e Paris Hilton.

Entenda o movimento “Free Britney”

Decerto, Brintey começou a carreira muito jovem. (Foto: Reprodução/Observatório G)


Os fãs de Britney Spears criaram o movimento “Free Britney” há anos, isso porque eles não concordam com o fato da cantora não poder controlar sua própria carreira. No ano de 2008, o pai da artista se tornou seu tutor, isso porque a cantora teve problemas com álcool e desenvolveu transtornos mentais por volta do ano de 2007. Mas em setembro do ano passado, Jodi Montgomery foi declarada como tutora temporária, já que Jamie Spears estava com problemas de saúde.

Logo depois, em maio deste ano, a justiça determinou que Jodi terá a tutela de Britney até o dia 22 de agosto. No entanto, a voz de “Toxic” não pretende voltar a trabalhar porque não quer se manter presa à tutela. Por isso, os fãs de Britney pediram novamente este ano, a liberdade da cantora por meio da hashtag “Free Britney”.

Leia mais: Toni Braxton anuncia álbum “Spell My Name” para agosto

Em seguida, no mês de julho, Britney postou um vídeo em eu instagram, onde aparece com um buquê de flores e uma roupa amarela. No entanto, um fã havia solicitado no Tik Tok que a cantora usasse amarelo caso ela precisasse de ajuda. Inegavelmente, as postagens da ex-Disney têm preocupado os fãs, devido às expressões e atitudes dela.

Por conseguinte, a irmã de Britney, Jamie Lynn, respondeu os seguidores da artista dizendo que não irá discutir sobre a saúde da cantora e pediu privacidade e compreensão.

Início da trajetória polêmica de Britney Spears

Britney encarou a exposição e fama desde cedo. (Foto: Reprodução/Grammy)


No ano e 2002, Britney Spears era alvo dos holofotes, devido ao sucesso do álbum “Baby One More Time”. Naquele mesmo ano, a cantora terminou o seu relacionamento com o cantor Justin Timberlake, ocasião que foi altamente divulgada pela mídia. No entanto, as manchetes acusavam a princesa do Pop de ter traído o ex-companheiro.

Posteriormente, no ano de 2004, Britney se casou com o dançarino Kevin Federline e um ano depois, nasceu o primeiro filho do casal. Mais tarde, em 2006, na tentativa de fugir dos paparazzis, a cantora colocou o filho no colo enquanto dirigia. Por conseguinte, no mesmo ano, a voz de “Work Bitch” tropeçou e quase derrubou o filho por estar cercada de fotógrafos. Por isso, a cantora foi altamente criticada pela mídia naquele período.

Em seguida, Britney teve seu segundo filho e segundo a mãe da cantora, a princesa do Pop desenvolveu depressão pós parto. Ademais, segundo a mãe de Britney, Kevin Federline não foi um bom marido para cantora. O casal entrou com o pedido de divórcio e o ex-marido quis a guarda das crianças.

Logo após, no ano de 2007, Britney raspou o cabelo em um salão de beleza e dias depois a cantora brigou com Kevin por ele ter solicitado uma audiência de emergência para ter a guarda dos filhos. Naquele mesmo dia, a cantora atacou o carro de um paparazzi em um posto de gasolina. Com o intuito de não perder a guarda dos filhos, Britney aceitou ir para uma clínica de reabilitação, mas a cantora não gostou da experiência e acusou seu agente e sua mãe de terem se aliado ao ex-marido a fim de tirar os filhos dela.

Complicações na carreira e a volta do “Free Britney”

Infelizmente, Britney não tem controle total da própria vida. (Foto: Reprodução/Getty Images)


Certamente, na apresentação no VMA de 2007, Britney não teve o desempenho esperado e sua performance foi considerada “desastrosa”.

Em suma, no ano de 2008, o ex-assessor de Britney, Sam Lufti, mentiu para cantora afirmando que ela poderia ficar por mais tempo com seus filhos em um dia. Por isso, Britney não quis dar os filhos na hora certa para Kevin e se trancou no banheiro com uma das crianças. Isso atraiu autoridades e ambulâncias. Como resultado, a voz de “Criminal” foi internada e perdeu a guarda dos filhos.

Todavia, devido às mentiras de Sam Lufti, os pais da cantora conseguiram uma ordem de restrição com o intuito de afastá-lo. Quando o pai de Britney conseguiu a tutela da cantora, os fãs comemoraram, mas após 12 anos a tutela foi questionada.

Em novembro de 2018, Britney deixou os planos da residência em Las Vegas a fim de se concentrar em problemas pessoais, já que segundo a cantora, seu pai estava doente. Em 2019, Britney se internou involuntariamente em uma clínica de reabilitação e as imagens de sua sua de foram um dos motivos pelo qual o “Free Britney” ganhou força.

Por: Adelmo Júnior

(Foto destaque: Britney Spears e Jamie Spears. Reprodução/Instagram)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário