Participante foi acusada de preconceito pelo público e alguns participantes.

Depois de conquistar o prêmio milionário do Big Brother Brasil 19,  Paula Von Sperling precisou ir direto para a delegacia para prestar depoimento, já que foi acusada de ter feito comentários preconceituosos sobre a religião do participante Rodrigo e, agora, foi indiciada pela Polícia Civil por intolerância religiosa. Tenso, né?



A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI) chegou à conclusão de que houve, sim, preconceito da parte da nova milionária do pedaço. “Após a oitiva dos envolvidos, análise de vídeo e demais diligências realizadas, concluiu-se pela ocorrência de injúria por preconceito (art. 140 §3º do Código Penal), que acarretou o indiciamento de Paula von Sperling Viana”, explica a nota emitida, segundo o jornal O Globo.

Leia mais: Juliana Paes não deixa barato e rebate seguidor que a criticou por posar com ex-BBB

E tem mais : “O Inquérito Policial será enviado nessa data à Justiça. A Polícia Civil se pauta pelo respeito à liberdade de expressão, mas destaca que, por meio desta, não se pode violar a dignidade da pessoa humana, repudiando todo e qualquer ato ofensivo à religião, etnia, orientação sexual, procedência geográfica, etc do próximo”.

O delegado responsável pelo caso, Gilbert Stivanello, explicou quais serão os próximos passos da Justiça. “Agora o procedimento será entregue fisicamente a Justiça na quarta-feira, dia 24, e lá ele será apreciado pelo Ministério Público, que poderá arquivar, demandar novas diligências, ou denunciar. Havendo a denúncia, teremos um processo crime em andamento”, relatou.

Paula foi a grande campeã do BBB19 (Foto: Divulgação)


(Por Gabriela Bulhões)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário