“Se você pular, vou pular também, porque não vou aguentar ficar sem você’. A minha mãe foi essencial”, disse a cantora.

Nesta segunda-feira (5), Paula Fernandes foi uma das convidadas do Encontro com Fátima Bernardes e abriu o coração sobre sua batalha contra a depressão. A cantora aproveitou a oportunidade para  falar sobre saúde mental.
“Escolhi a janela. Eu ia pular, porque estava tomada. É como se você não enxergasse um palmo à frente. Você desiste de tudo. Não vê possibilidade, perspectiva de nada. Achava que tinha sido derrotada”, contou Paula, que participou do quadro do Fantástico.



Leia mais: Antes de cantar, Paula Fernandes troca beijos com novo namorado

“Minha mãe se desesperou, com medo de fazer um movimento e eu saltar. Abracei a minha mãe. Aquele momento, eu jamais vou esquecer. Foi a minha mãe que me salvou (…). “Ela falou para mim que, como não iria dar conta, iria pular também. Foi a hora que ela me questionou, me assustou: ‘Se você pular, vou pular também, porque não vou aguentar ficar sem você’. A minha mãe foi essencial”, disse a cantora.

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário