A doação foi feita em parceria com o CEO do Twitter da artista

Inegavelmente, a cantora e empresária Rihanna (32), está envolvida em diversas causas sociais. Desta vez, a artista se juntou com o seu CEO do Twitter, Jack Dorsey, a fim de ajudar algumas instituições. As organizações beneficiadas serão as que se dedicam à saúde mental das pessoas e combatem a fome. Além disso, Rihanna e Jack Dorsey doarão uma parte do valor para instituições que auxiliam pessoas não favorecidas por programas federais de Newark, em Chicago.



A doação será feita através da fundação sem fins lucrativos da cantora, a “The Clara Lionel Fundation”. No total, serão enviados mais de 15 milhões de dólares (mais de 80 milhões de reais), para diversas organizações beneficentes. O CEO da Rihanna foi quem fez o anúncio, por meio de um tuíte, na última quinta-feira (18).

“Mais hoje: US $ 15 milhões em parceria com a @ClaraLionelFdn. Para apoiar a saúde mental, distribuição de alimentos, assistência econômica e equidade em saúde através das organizações incríveis”.


Certamente, esta foi a segunda doação de Rihanna em uma semana. (Foto: Reprodução Samir Hussein / WireImage; C Flanigan / FilmMagic)


Ademais, a fundação de Rihanna compartilhou um comunicado oficial. “As injustiças raciais cometidas por sistemas criados para manter as pessoas em segurança estão a exacerbar o impacto na saúde mental na sequência do novo coronavírus em indivíduos e em famílias nos Estados Unidos”, dizia a primeira parte.

Posteriormente, o comunicado seguiu falando sobre os desafios da saúde mental. “Mesmo que a maioria dos estados tenha começado a levantar as restrições nos últimos dias, milhões de americanos continuam a enfrentar desafios assustadores no que diz respeito à sua saúde, bem-estar mental e econômico”.

Rihanna também fez doação para combater o racismo

A artista já é conhecida pelas ações beneficentes. (Foto: Reprodução/Razões para Acreditar)


Na última quarta-feira (17), o perfil da “The Clara Lionel Fundation” informou que Rihanna estava fazendo mais uma doação milionária. Ao todo, 11 milhões de dólares  (58 milhões de reais), foram destinados para organizações que lutam contra o racismo.

Leia mais: Saúde mental na pandemia pode ter complicações sérias

“Hoje estamos pedindo uma reforma imediata da justiça racial na América. Juntamente com a #startsmall, distribuímos US $ 11 milhões em doações a grupos que lutam pela justiça racial, reforma da polícia, justiça equitativa, sistemas, diminuição da criminalização e construção do poder local”, dizia o post feito no Instagram da fundação.

Decerto, o valor foi doado em parceria com a “Start Small”, com o intuito de alcançar uma “reforma policial e sistemas igualitários de justiça, diminuindo a criminalização e construindo poder local”. No total, serão doze instituições beneficiadas com a iniciativa.

Anteriormente, no mês de abril, Rihanna havia ajudado organizações que combatem a violência doméstica, que aumentou durante a quarentena. A cantora, juntamente com o CEO Jack Dorsey, doou 4,2 milhões de dólares (mais de 22 milhões de reais).

Por: Adelmo Júnior

(Foto Destaque: Rihanna. Reprodução/Gabriel Maseda/NurPhoto via Getty Images)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário