Willow Smith falou a respeito da cultura do cancelamento em um episódio do programa da família Smith, Red Table Talk

Willow Smith falou sobre a cultura do cancelamento no décimo terceiro episódio do programa ” Red Table Talk”, programa esse de sua família. A princípio, a jovem de 19 anos explicou o que acha dessa cultura atual de cancelar as pessoas. Inicialmente, Willow se uniu à mãe, Jada Pinkett Smith e avó Adrienne Banfield Norris, que são co-apresentadoras do programa. Além disso, contaram com a presença das ativistas Tamika Mallory e Dra. Angela Davis.



Nesse meio tempo, a partir de um ponto do episódio, que foi dedicado a abordar “o estado de emergência na América Negra”, Jada Smith sugeriu que “conversassem sobre o cancelamento da cultura”. Em contrapartida, Willow iniciou falando:

“Isso é tão predominante agora. Estou vendo pessoas envergonhando outras pessoas, dizendo coisas terríveis, envergonhando as pessoas pelo que elas estão escolhendo dizer ou envergonhando as pessoas por não dizerem nada. Mas sinto que, se realmente queremos mudar, vergonha não leva à aprendizagem”.

Leia mais: Franquia “Mamma Mia” pode ganhar um terceiro filme


Willow Smith falou a respeito da cultura de cancelamento. (Foto: Reprodução/GettyImages)


Opinião de ativista

Sob o mesmo ponto de vista, a ativista Tamika falou o quão perigoso pode ser cancelar a cultura, alegando que nós como seres humanos, não somos perfeitos, de acordo com portal RapMais.

“Cancelar a cultura é um pouco perigoso. Definitivamente, é porque nenhum de nós é perfeito. É um espaço um pouco difícil de manobrar, porque você precisa deixar espaço para as pessoas cometerem erros, crescerem e aprenderem, mas precisam mostrar que estão dispostas”.

Em suma, Jada Smith brincou dizendo: “Estou esperando ser cancelada em algum momento!”. Nesse sentindo, Tamika afirmou: “Se você não for cancelado, não estará realmente aparecendo”.

Por: Kelly Jorge

(Foto Destaque: Willow Smith. Reprodução/GettyImages)

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário